Poesia Portuguesa

Poemas em Português



Poema Sympatia

Olhas-me tu
Constantemente:
D’ahi concluo
Que essa alma sente!…
Que ama, não zomba,
Como é vulgar;
Que é uma pomba
Que busca o par!…

Pois ouve; eu gemo
De te não vêr!
E em vendo, tremo
Mas de prazer!…
Foge-me a vista…
Falta-me o ar…
Vê quanto dista
D’aqui a amar!


Poema Sympatia - João Deus