Poesia Portuguesa

Poemas em Português


Poema Preso ao Meu Destino

E preso ao meu destino eu principio
onde um pequeno sol por entre as árvores
perscruta o chão.
Ávido enfim de azul,
meu grito vive a ponte que o abismo
há muito conquistou.
O lume é ténue,
a chama é quase ausente e quase extinta.

Poema Preso ao Meu Destino - António Salvado