Poesia Portuguesa

Poemas em Português



Poema Unidentified Male Figure

Warhol

Olhem, olhem: apruma-se o Amor,
O decote, a cabeleira que nele poisava,
O Amor, como se pavoneia, o Amor.
Mãos na fralda, entreolham-se.
Mostra o sovaco rapado, ossudo, até ao sabugo.
Avança os músculos vincados das omoplatas.
Passeava, passeava, e se tudo tarda,
E nada, hora a hora passada, cabeceava.
Encostado ao muro, ali, aí mijava. (Claro, Andy agachou-se,
Tirando-o por debaixo da saia.)


Poema Unidentified Male Figure - José Emílio-Nelson