Poesia Portuguesa

Poemas em Português



Poema As Horas pela Alameda

As horas pela alameda
Arrastam vestes de seda,

Vestes de seda sonhada
Pela alameda alongada

Sob o azular do luar…
E ouve-se no ar a expirar –

A expirar mas nunca expira –
Uma flauta que delira,

Que é mais a idéia de ouvi-la
Que ouvi-la quase tranquila

Pelo ar a ondear e a ir…
Silêncio a tremeluzir…

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Poema As Horas pela Alameda - Fernando Pessoa