Poesia Portuguesa

Poemas em Português

Ó que Imenso Dissipar

Ó que imenso dissipar por assim gostar de tudo. Com o meu ser estendido, tenso ao apelo do mundo, pulsando […]

Entre a Flor e o Tempo

Também de dor se morre pois é morte o sentimento ausente. O ser feliz é ser presente, sem que mais […]

Posse I

Ela – Na corporificação da claridade festejaremos nosso encontro. Os intervalos de posse, iluminados, se encobrem de flores; musgos são […]

Ao Amor

O que desejas de mim nunca o dará o lampejo de um momento, a conquista de um dia da montanha. […]

Posse II

Ele – Seduzir o cotidiano pelo corpo. Penetrá-lo deste brilho longo, compacto, onde o cansaço não é tédio mas úmido […]