Poesia Portuguesa

Poemas em Português

Bailados do Luar

Pétalas de rosas tombam lentamente, silenciosas… E de vagar vem entrando a farândola rítmica e silente dos góticos bailados do […]

Sem Culpa

Dizes agora que eu quis acabar; que sou culpada dos teus tristes dias; que não te amei ou não te […]

Ilusão

Vens todas as madrugadas prender-te nos meus sonhos, -estátua de Bizâncio esculpida em neve! e poisas a tua mâo mavia […]

Confissão

Já não me importo com o teu amor. Podes levá-lo a quem melhor te queira. Que eu sinto apenas a […]

Minha Vida!

Tu estás doente meu amor, porquê? Falta-te o sol, a luz, o meu sabor? Ou queres tu, que ainda eu […]

Mais Beijos

Devagar… outro beijo… ou ainda… O teu olhar, misterioso e lento, veio desgrenhar a cálida tempestade que me desvaira o […]

Adeus

Sim, vou partir. E não levo saudade De ninguém Nem em ti penso agora! Julgavas que a tristeza desta hora […]

Saudade

Segue-me noite e dia o teu desejo!… Oiço a tua voz rúbida e cantante Suplicar-me a carícia do meu beijo, […]

Rosas Vermelhas

Que estranha fantasia! Comprei rosas encarnadas às molhadas dum vermelho estridente, tão rubras como a febre que eu trazia… – […]

Ausência

Meu amor, como eu sofro este tormento da tua ausência!… Ando magoada como a folha arrancada pelo vento ao carinhoso […]

Rajada

Abram-se as portas do inferno para o meu amor! Rasgue-se a terra num rugido eterno para solver a minha dor!… […]

Liberta

Noutros cenários a minha alma vive! Outros caminhos… Por outras luzes iluminada! – Eu vim daquele mundo onde estive tanto […]

O Outro

Vão para ti, amor de algum dia, os gritos rubros da minha alma em sangue; vives cm mim, corres-me nas […]

Vatícinio

Hás-de beber as lágrimas sombrias que nesta hora eu bebo soluçando!, e o veneno das minhas ironias há-de rasgar-te os […]

Sinfonia Hibernal

Adoro o inverno. Envolvo-me assim mais no teu carinho, friorenta e louca… Nascem-me na alma os beijos que se vão […]