Poesia Portuguesa

Poemas em Português



Poema Ecce Homo

Sim, sei de onde venho!
Insatisfeito com a labareda
Ardo para me consumir.
Aquilo em que toco torna-se luz,
Carvão aquilo que abandono:
Sou certamente labareda.


Poema Ecce Homo - Friedrich Nietzsche
 »