Poesia Portuguesa

Poemas em Português

A Minha Piedade

A Bourbon e Meneses Tenho pena de tudo quanto lida Neste mundo, de tudo quanto sente, Daquele a quem mentiram, […]

Perdi os Meus Fantásticos Castelos

Perdi meus fantásticos castelos Como névoa distante que se esfuma… Quis vencer, quis lutar, quis defendê-los: Quebrei as minhas lanças […]

Tarde Demais

Quando chegaste enfim, para te ver Abriu-se a noite em mágico luar; E pra o som de teus passos conhecer […]

Não Ser

Quem me dera voltar à inocência Das coisas brutas, sãs, inanimadas, Despir o vão orgulho, a incoerência: – Mantos rotos […]

Versos de Orgulho

O mundo quer-me mal porque ninguém Tem asas como eu tenho! Porque Deus Me fez nascer Princesa entre plebeus Numa […]

Minha Culpa

A Artur Ledesma Sei lá! Sei lá! Eu sei lá bem Quem sou?! Um fogo-fátuo, uma miragem… Sou um reflexo… […]

Passeio ao Campo

Meu Amor! Meu Amante! Meu Amigo! Colhe a hora que passa, hora divina, Bebe-a dentro de mim, bebe-a comigo! Sinto-me […]

Se Tu Viesses Ver-me

Se tu viesses ver-me hoje à tardinha, A essa hora dos mágicos cansaços, Quando a noite de manso se avizinha, […]

A Nossa Casa

A nossa casa, Amor, a nossa casa! Onde está ela, Amor, que não a vejo? Na minha doida fantasia em […]

Supremo Enleio

Quanta mulher no teu passado, quanta! Tanta sombra em redor! Mas que me importa? Se delas veio o sonho que […]

Amar!

Eu quero amar, amar perdidamente! Amar só por amar: Aqui… além… Mais Este e Aquele, o Outro e toda a […]

A Vida

É vão o amor, o ódio, ou o desdém; Inútil o desejo e o sentimento… Lançar um grande amor aos […]

Cegueira Bendita

Ando perdida nestes sonhos verdes De ter nascido e não saber quem sou, Ando ceguinha a tatear paredes E nem […]

Sou Eu!

À minha ilustre camarada Laura haves Pelos campos em fora, pelos combros, Pelos montes que embalam a manhã, Largo os […]

Sem Palavras

Brancas, suaves mãos de irmã Que são mais doces que as das rainhas, Hão de pousar em tuas mãos, as […]

O Meu Orgulho

Lembro-me o que fui dantes. Quem me dera Não me lembrar! Em tardes dolorosas Lembro-me que fui a Primavera Que […]

Amiga

Deixa-me ser a tua amiga, Amor, A tua amiga só, já que não queres Que pelo teu amor seja a […]

A Minha Tragédia

Tenho ódio à luz e raiva à claridade Do sol, alegre, quente, na subida. Parece que a minh’alma é perseguida […]

Sol Poente

Tardinha… “Ave-Maria, Mãe de Deus…” E reza a voz dos sinos e das noras… O sol que morre tem clarões […]

Página 1 de 71234567