Poesia Portuguesa

Poemas em Português



Poema Canção Amarga

Que importa o gesto não ser bem
o gesto grácil que terias?
– Importa amar, sem ver a quem…
Ser mau ou bom, conforme os dias.

Agora, tu, só entrevista,
quantas imagens me trouxeste!
Mas é preciso que eu resista
e não acorde um sonho agreste.

Que passes tu! Por mim, bem sei
que hei-de aceitar o que vier,
pois tarde ou cedo deverei
de sonho e pasmo apodrecer.

Que importa o gesto não ser bem
o gesto grácil que terias?
– Importa amar, sem ver a quem…
Ser infeliz, todos os dias!


Poema Canção Amarga - David Mourão-Ferreira