Poesia Portuguesa

Poemas em Português

A Guerra

E tropeçavam todos nalgum vulto, quantos iam, febris, para morrer: era o passado, o seu passado – um vulto de […]

Memória

Tudo que sou, no imaginado silêncio hostil que me rodeia, é o epitáfio de um pecado que foi gravado sobre […]

Praia do Esquecimento

Fujo da sombra; cerro os olhos: não há nada. A minha vida nem consente rumor de gente na praia desolada. […]

Serenata do Adolescente

Que doentia claridade a que me invade e me obsidia, durante a noite e à luz da tarde, à luz […]

Natal, e não Dezembro

Entremos, apressados, friorentos, numa gruta, no bojo de um navio, num presépio, num prédio, num presídio, no prédio que amanhã […]

Voto de Natal

Acenda-se de novo o Presépio no Mundo! Acenda-se Jesus nos olhos dos meninos! Como quem na corrida entrega o testemunho, […]

Labirinto ou não Foi Nada

Talvez houvesse uma flor aberta na tua mão. Podia ter sido amor, e foi apenas traição. É tão negro o […]

Paisagem

Desejei-te pinheiro à beira-mar para fixar o teu perfil exacto. Desejei-te encerrada num retrato para poder-te contemplar. Desejei que tu […]