Poesia Portuguesa

Poemas em Português

Voz Débil que Passas

Voz débil que passas, Que humílima gemes Não sei que desgraças… Dir-se-ia que pedes. Dir-se-ia que tremes, Unida às paredes, […]

Lúbrica

Quando a vejo, de tarde, na alameda, Arrastando com ar de antiga fada, Pela rama da murta despontada, A saia […]

Poema Final

Ó cores virtuais que jazeis subterrâneas, _ Fulgurações azuis, vermelhos de hemoptise, Represados clarões, cromáticas vesânias, No limbo onde esperais […]

Canção da Partida

Ao meu coração um peso de ferro Eu hei de prender na volta do mar. Ao meu coração um peso […]

Rosas de Inverno

Corolas, que floristes Ao sol do inverno, avaro, Tão glácido e tão claro Por estas manhãs tristes. Gloriosa floração, Surdida, […]

Estátua

Cansei-me de tentar o teu segredo: No teu olhar sem cor, de frio escalpelo, O meu olhar quebrei, a debatê-lo, […]

Não Sei se Isto é Amor

Não sei se isto é amor. Procuro o teu olhar, Se alguma dor me fere, em busca de um abrigo; […]

Vénus

I À flor da vaga, o seu cabelo verde, Que o torvelinho enreda e desenreda… O cheiro a carne que […]

Paisagens de Inverno

I Ó meu coração, torna para trás. Onde vais a correr, desatinado? Meus olhos incendidos que o pecado Queimou! o […]

Page 1 of 212