Poesia Portuguesa

Poemas em Português



Poema Vislumbre

A horas flébeis, outonais –
Por magoados fins de dia –
A minha Alma é água fria
Em ânforas d’Ouro… entre cristais…


Poema Vislumbre - Mário Sá-Carneiro
 »