Poesia Portuguesa

Poemas em Português



Poema Corpo de Ambiguidade

posso e não posso ir-me noite fora
nestes pilares do medo desta dor
– é quando os dedos ferem (não se tocam)
é quando hesito e coro

é quando vou não vou neste mergulho
em seco a imergir em pobre chão
de caos e flor e vinho e confusão

é quando sem chorar me escondo e choro


Poema Corpo de Ambiguidade - João Rui de Sousa