Poesia Portuguesa

Poemas em Português

Trago-te ao Espaço da Janela

Trago-te ao espaço da janela. De novo surgiram deste lado da rua. Em voz baixa disse “uma alucinação”. A única […]

Como Podemos Esperar

Como podemos esperar. Aguardar o que nossas mãos possam reter. Uma palavra. O olhar cúmplice. Se as coisas têm já […]

Acto ou qualquer outra Coisa

Acto ou qualquer outra coisa. Eu sei, aquela mulher tão tranquila vendo da janela do quarto o porto vendo dos […]

Vimos do Tempo da Falta Mínima

Vimos do tempo da falta mínima da casa construindo as folhas de quadrícula (quando um traço mais que expressivo preenche […]

A Questão deste Corpo

A questão deste corpo está hoje no esquecimento dogma sobre ele erguido há muito tempo: é um corpo flutuante confuso […]

O Natal de Minha Mãe

A abstracção não precisa de mãe nem pai nem tão pouco de tão tolo infante mas o natal de minha […]