Poesia Portuguesa

Poemas em Português

Mundo Incerto

Eis aqui mil caminhos: Porventura Qual destes leva a gente ao povoado? Todos vão sós: só este vai trilhado; Mas […]

Mas adonde Irei Eu

Mas adonde irei eu, que este não seja, Se a causa deste ser levo comigo? E se eu próprio me […]

Saudades

Serei eu alguma hora tão ditoso, Que os cabelos, que amor laços fazia, Por prémio de o esperar, veja algum […]