Poesia Portuguesa

Poemas em Português

Canção

Pus o meu sonho num navio e o navio em cima do mar; – depois, abri o mar com as […]

A Velhice Pede Desculpas

Tão velho estou como árvore no inverno, vulcão sufocado, pássaro sonolento. Tão velho estou, de pálpebras baixas, acostumado apenas ao […]

Recado aos Amigos Distantes

Meus companheiros amados, não vos espero nem chamo: porque vou para outros lados. Mas é certo que vos amo. Nem […]

Solidão

Imensas noites de Inverno, com frias montanhas mudas, é o mar negro, mais eterno, mais terrível, mais profundo. (…) A […]

Os Homens Gloriosos

Sentei-me sem perguntas à beira da terra, e ouvi narrarem-se casualmente os que passavam. Tenho a garganta amarga e os […]

O Tempo Seca o Amor

O tempo seca a beleza, seca o amor, seca as palavras. Deixa tudo solto, leve, desunido para sempre como as […]

A Amiga Deixada

Antiga cantiga da amiga deixada. Musgo da piscina, de uma água tão fina, sobre a qual se inclina a lua […]

Criança

Cabecinha boa de menino triste, de menino triste que sofre sozinho, que sozinho sofre, – e resiste, Cabecinha boa de […]

Personagem

Teu nome é quase indiferente e nem teu rosto já me inquieta. A arte de amar é exatamente a de […]

Canção Póstuma

Fiz uma canção para dar-te; porém tu já estavas morrendo. A Morte é um poderoso vento. E é um suspiro […]

Inscrição

Quem se deleita em tornar minha vida impossível por todos os lados? Certamente estás rindo de longe, ó encoberto adversário! […]

Timidez

Basta-me um pequeno gesto, feito de longe e de leve, para que venhas comigo e eu para sempre te leve. […]

Jornal, longe

Que faremos destes jornais, com telegramas, notícias, anúncios, fotografias, opiniões…? Caem as folhas secas sobre os longos relatos de guerra: […]

Gargalhada

Hornem vulgar! Homem de coração mesquinho! Eu te quero ensinar a arte sublime de rir. Dobra essa orelha grosseira, e […]

De Que São Feitos os Dias?

De que são feitos os dias? – De pequenos desejos, vagarosas saudades, silenciosas lembranças. Entre mágoas sombrias, momentâneos lampejos: vagas […]

De Longe Te Hei-de Amar

De longe te hei-de amar – da tranquila distância em que o amor é saudade e o desejo, constância. Do […]

Guerra

Tanto é o sangue que os rios desistem de seu ritmo, e o oceano delira e rejeita as espumas vermelhas. […]

Prazo de Vida

No meio do mundo faz frio, faz frio no meio do mundo, muito frio. Mandei armar o meu navio. Volveremos […]

Página 1 de 212