Poesia Portuguesa

Poemas em Português

Olinda

(Do alto do mosteiro, um frade a vê) De limpeza e claridade é a paisagem defronte. Tão limpa que se […]

A Solidão e Sua Porta

A Francisco Brennand Quando mais nada resistir que valha a pena de viver e a dor de amar e quando […]

Testamento do Homem Sensato

Quando eu morrer, não faças disparates nem fiques a pensar: “Ele era assim…” mas senta-te num banco de jardim, calmamente […]

Elegia para a Adolescência

E enfim descansaremos sob a verde resistência dos campos escondidos. Nem pensaremos mais no que há-de ser de nós que […]