Poesia Portuguesa

Poemas em Português



Poema Viver!

Viver!… E o que é a Vida?…
– Atento, escuto
A primitiva e alta profecia…
E a escutá-la, a sonhar, vou resoluto,
Por caminhos de Amor, com alegria!
E vivo! E na minh’alma, a uma a uma,
Como num quebra mar de encantamentos,
Sinto as ondas bater, – ondas de espuma,
…Evocações, memorias, sentimentos…

Amo! – No meu Amor vivo a infinita,
A suprema Beleza, – sou amado!…
E, pelo Sol que no meu peito habita,
Luto! Sinto o Futuro à nossa espera,
Vivo, na minha luta, o meu Amor!…
E sinto bem que a eterna Primavéra
A alcançaremos só por nossa Dor!
Sôfro! E no meu sofrer, nesta anciedade
Com que os meus olhos fitam o nascente,
Em devoção, em pranto, em claridade,
– Sonha o meu coração de combatente…

Sofrer, lutar, amar – , vida completa,
Piedosa, humilde e só de Amor ungida –
– Meu coração de amante e de Poeta
– Sente em si mesmo o coração da Vida!…
Sonho exaltado e puro, Amor tão grande,
Que me domina todo e me levanta
Às regiões em que o sentir se expande,
E o coração da Vida sonha e canta!
Vida profunda emocionando mundos,
Lágrimas que nos falam de ventura,
Olhos de amado, olhos de amar, profundos
Olhos de devoção e de ternura!…
Olhos que em tudo sentem a Beleza,
A perfeição e o Amor de Ela,
Amor em que se exalta a natureza,
A fonte, a névoa, a flor, a rocha, a estrela!…

Amor que tudo envolve, e em que repoisa
O Mundo num regaço de emoção,
E em que se funde a mais humilde coisa
Ao mais sublime e forte coração!…
Vida que num sorriso se condensa,
Num beijo puro sobre um puro olhar,
Que se sorri, se beija… E rude, imensa,
Em plena luta sabe triunfar!…
Vida piedosa e fraternal, – erguida
Ao sol, a abençoar e a redimir –
E que batalha e vence – pela Vida –
As vitórias radiantes do Porvir!…


Poema Viver! - Augusto Casimiro