Poesia Portuguesa

Poemas em Português

Mediadora do Vento

Ligeira sobre o dia ao som dos jogos, desliza com o vento num encantado gozo. Pelas praias do ar difunde-se […]

Vertentes

As palavras esperam o sono e a música do sangue sobre as pedras corre a primeira treva surge o primeiro […]

A Palavra

Eleva-se entre a espuma, verde e cristalina e a alegria aviva-se em redonda ressonância. O seu olhar é um sonho […]

A Partir da Ausência

Imaginar a forma doutro ser Na língua, proferir o seu desejo O toque inteiro Não existir Se o digo acendo […]

Não Posso Adiar o Amor

Não posso adiar o amor para outro século não posso ainda que o grito sufoque na garganta ainda que o […]

O Jardim

Consideremos o jardim, mundo de pequenas coisas, calhaus, pétalas, folhas, dedos, línguas, sementes. Sequências de convergências e divergências, ordem e […]

Aqui Mereço-te

O sabor do pão e da terra e uma luva de orvalho na mão ligeira. A flor fresca que respiro […]

A Verdade

A verdade é semelhante a uma adolescente vibrante, flexível, em radiosa sombra. Quando fala é a noite translúcida no mar […]

É por Ti que Vivo

Amo o teu túmido candor de astro a tua pura integridade delicada a tua permanente adolescência de segredo a tua […]

É por Ti que Escrevo

É por ti que escrevo que não és musa nem deusa mas a mulher do meu horizonte na imperfeição e […]

A Festa do Silêncio

Escuto na palavra a festa do silêncio. Tudo está no seu sítio. As aparências apagaram-se. As coisas vacilam tão próximas […]